Epitáfio

Eu lhe peço que não me deixe flores. Eu já não posso vê-las, nem tocá-las, tampouco sentir seu cheiro. Não me deixe flores. Leve-as com você, ponha-nas num vaso ou seque-as entre as folhas de um bom livro. Dê-as para alguém na rua, mas não as deixe aqui sozinhas com os mortos.
Ponha-nas num copo d´água em sua cabeceira e lembre-se de mim que também estou plantada fundo na terra, e que também amei as flores.
E seja feliz enquanto é primavera.

Anúncios

7 comentários sobre “Epitáfio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s