Simples

E no fim das contas eu acho que não quero morar mais em lugar ninhum

Mas se ocês quisé

A gente podia ir morar tudo num balão

Daqueles grandão que leva 80 dias pra rodá mundo

E na noite de reveillon,

Nóis pode seguir o fuso-horário

Deixando a trilha de fogos trás da gente

Só pra passar um dia inteiro

Na meia-noite.

Toda manhã depois do café,

A gente esvazia no ar as migalha de pão

Só pra mudar a rota

Da migração dos pássaro.

E em dia de tempestade e de truvão

A gente fecha as lona da cesta

Que é pra chuva num entrá

E nóis acende uma lamparina

Que é pro povo lá embaixo

Achá que nosso balão já foi

de festa junina.

Em vez de lastro d´areia

Nóis pode usá purpurina

E fazê chuvê

as chuva mais bonita…

E se num tive nada mió

Pra gente fazê lá no céu

Nóis dobra um milhão

E duzentos

Passarim de papel.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s