realidade absurda: farra do mindingo

Bom, essa aqui um rapaz me contou depois de ler o sonho do pato do meu primo. E ela começa assim:

Era uma vez um parque que ficava lá perto da Central do Brasil, sim, aquela mesma. Lá  era uma parte um pouco erma e deserta da cidade. O parque não era só arborizado, também tinha ilustres habitantes como patos, gansos, marrecos, rolinhas, etc. Foi pensando neles que um mendigo nas proximidades resolveu pular a cerca e se convidar pra jantar.

 

Toda aquela passarada, gordinha, bem alimentada, tratada na papinha de milho para escolher e nosso famélico amigo resolve traçar…o pavão albino, o único do parque. Óbvio. Quem vai querer assar um marreco plebeu quando vê passar um glorioso penacho branco daqueles? E ele vai, agarra o passarão e é aquele estardalhaço. Mas tanto, mas tanto que os travestis fazendo ponto ali do lado de fora do parque viram e se deparam com o vagabundo judiando daquele pássaro glorioso, vitaminado, um luxo.

 

Não deu outra. Em um segundo, mais de meia dúzia de marmanjos deram um jeito de pular a cerca do parque, vestindo minissaia e salto 10, gritando Ai meu pavão albino, larga nosso passarinho, seu bruto!, e foi batom e peruca pra todo lado, pena voando, os travestis no mendigo, o mendigo no pavão, o pavão na velha e a velha a fiar.Mas já era tarde. Àquela altura, o bichinho já tinha ciscado as botas e o mendigo, bom, o mendigo já estava linchado mesmo.

 

Só restava aos travestis sacodir a poeira, retocar o pó, recolher as penas e voltar a reboletear por aí. Mas já que começamos com Era uma vez, fica de moral da história que ninguém nunca mais se atreveu a se meter com uma ave tão, digamos assim, purpurinada.

 

E viveram no luxo para sempre, que delícia.

 

The end.

(créditos finais:
argumento: luiz com z
frase de fechamento: mirella com 2 eles.)
Anúncios

2 comentários sobre “realidade absurda: farra do mindingo

  1. Rá rá!
    Eu sabia que contado por você ia ficar uma literatura bem melhor que a minha!
    Aproveito pra creditar também o blog da minha amiga que estudava ali do lado e me relatou tudo: Juliana Lopes (www.mentecapta.blogger.com.br)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s