Brevê

Para voar,

é preciso aprender com os passarinhos

chamá-los de mestre,

e cantar as manhãs

Para voar,

é preciso encher os ossos de vento

e amar a própria pequenez

se sentar para dormir entre as miudezas que você chama de ninho

(e é possível que também ajude

ciscar um verme ou dois)

Para só depois fechar os olhos,

e perder o chão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s