Brevê

Para voar,

é preciso aprender com os passarinhos

chamá-los de mestre,

e cantar as manhãs

Para voar,

é preciso encher os ossos de vento

e amar a própria pequenez

se sentar para dormir entre as miudezas que você chama de ninho

(e é possível que também ajude

ciscar um verme ou dois)

Para só depois fechar os olhos,

e perder o chão.

Anúncios